Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Algas protistas  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Algas protistas

São os organismo autotróficos (produzem seu próprio alimento através da fotossíntese), mas que não são plantas verdadeiras. São popularmente conhecidas como algas.

São representados pelas seguintes divisões:

Chrysophyta (crisofíceas e diatomáceas); Pirrhophyta (dinoflagelados), Euglenophyta (euglenas), Rhodophyta (algas vermelhas), Phaeophyta (algas pardas), Chlorophyta (algas verdes).

As divisões de organismos autotróficos do Reino Protista diferem muito umas das outras na natureza de seus flagelos e em suas características bioquímicas, tais como pigmentação, substância de reserva e composição da parede celular.

Os nomes de algumas divisões são derivados da cor de seus pigmentos acessórios predominantes que mascaram a cor verde grama das clorofilas.

Quanto à substância de reserva, as algas verdes acumulam amido. Ele se acumula nos cloroplastos, assim como nas plantas superiores, que são derivadas das algas verdes. Nos membros de todas as outras divisões de protistas autotróficos, as substâncias de reserva se acumulam no citoplasma, fora dos cloroplastos. Nos dinoflagelados a substância de reserva é o amido. Nas algas vermelhas é o amido das florídeas, que se assemelha mais ao glicogênio do que ao amido. Nas algas pardas, a substância de reserva é um polissacarídeo que contém glicose (a laminarina), mas com ligações químicas entre as glicoses diferentes das ligações presentes no amido. Nas crisófitas, a substância de reserva principal é a crisiolaminarina. As euglenófitas sintetizam o paramido, um polissacarídeo com configuração helicoidal.

 

 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |